Quinta-feira, 6 de Março de 2008

Franco Dragone - Director

Um vasto número de criações do Cirque du Soleil tem a marca da visão poética e social de Franco Dragone. Entre 1985 e 1998, Dragone dirigiu nada menos do que 10 produções: Cirque du Soleil (1985), La Magie Continue (1986), We Reinvent the Circus (1987), Nouvelle Expérience (1990), Saltimbanco (1992), Mystère (1993), Alegría (1994), Quidam (1996), La Nouba e “O” (1998). A direcção do Alegría, que estreou na Primavera de 1999, esteve também a seu cargo.

Franco Dragone teve uma influência vital na criação da amálgama de culturas e variedades artísticas que caracterizam estas produções. Antes de embarcar numa duradoura parceria com o Cirque du Soleil, em 1985, Dragone trabalhou com inúmeras companhias de teatro na Europa.

Nascido em Itália, Dragone cresceu em La Louvière, uma comunidade industrial na Bélgica. Em 2000, pouco tempo depois de ter regressado à sua cidade natal, fundou a Dragone, uma companhia de criação e produção artística.

Em Setembro de 2002, o governo do Quebeque atribuiu-lhe o título de Knight da Ordre National du Quebec.


publicado por Cirque du Soleil às 14:37
link do post | comentar | favorito


.links

.pesquisar

 














.posts recentes

. Franco Dragone - Director

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds