Quinta-feira, 6 de Março de 2008

UM OLHAR PELO CIRQUE DU SOLEIL

A criação do Cirque du Soleil

Tudo começou em Baie-Saint-Paul, uma pequena cidade próxima de Quebeque, no Canadá. Por essa altura, início da década de 1980, um grupo de coloridos personagens vagueava pelas ruas em cima de andas, a fazer malabarismos, a dançar, a cuspir fogo e a tocar música. Eram conhecidos por Les Échassiers de Baie-Saint-Paul (os Caminhantes em Andas de Baie-Saint-Paul), um grupo de teatro de rua fundado por Gilles Ste-Croix. Já nessa época, a cidade ficava impressionada e intrigada com os jovens artistas, que incluíam Guy Laliberté que acabou por se tornar o fundador e director do Cirque du Soleil.

A companhia acabou por formar o Le Club des Talons Hauts (O Clube do Tacão Alto) e, mais tarde, em 1982, organizou La Fête Foraine de Baie-Saint-Paul, um evento cultural onde os artistas de rua de todos os cantos do mundo se encontravam para trocar ideias e alegrar as ruas da cidade durante alguns dias. A Fête Foraine repetiu-se em 1983 e 1984. O Club des Talons Hauts começou a ganhar notoriedade e Guy Laliberté, Gilles Ste-Croix e os seus seguidores, começaram a alimentar um sonho aparentemente impossível: criar uma companhia de circo no Quebeque que viajasse por todo o mundo.

Em 1984, a Cidade do Quebeque celebrava o 450º aniversário da descoberta do Canadá por Jacques Cartier e precisavam de um espectáculo que levasse as festividades a todos os pontos da província. Guy Laliberté apresentou a proposta de um espectáculo chamado Cirque du Soleil (Circo do Sol) e conseguiu convencer os organizadores. Desde então, o Cirque du Soleil nunca mais parou!

Alguns dados estatísticos

Em 1984 73 pessoas trabalhavam para o Cirque du Soleil. Actualmente, este é um negócio que emprega mais de 3.800 pessoas por todo o mundo, incluindo cerca de 1.000 artistas.

Só na Sede Internacional de Montreal trabalham mais de 1.700 pessoas.

A idade média dos empregados é 35 anos.

Os funcionários e artistas do Cirque representam mais de 40 nacionalidades e falam 25 línguas diferentes.

Desde 1984, as digressões dos espectáculos do Cirque du Soleil já fizeram cerca de 250 paragens em mais de 100 cidades por todo o mundo.

Mais de 70 milhões de espectadores já viram um espectáculo do Cirque du Soleil.

Perto de 10 milhões de pessoas vão ver um espectáculo do Cirque du Soleil em 2007.

Desde 1992 que o Cirque du Soleil não recebe quaisquer donativos de sectores públicos ou privados.


Espectáculos do Cirque du Soleil

Em 2007, o Cirque du Soleil vai apresentar quinze espectáculos diferentes em várias partes do mundo:

Digressões:
Varekai (Digressão na Europa)
Dralion (Digressão na Japão)
Quidam (Digressão na América Central)
Alegría (Digressão na América do Sul)
Corteo (Digressão na América do Norte)
KOOZA (Digressão na América do Norte)

Arena Show
DELIRIUM (Digressão pela Europa a partir de Setembro de 2007)
Saltimbanco (Digressão na América do Norte)

Espectáculos residentes
“O” (Las Vegas, Nevada)
Mystère (Las Vegas, Nevada)
ZUMANITY, O outro Lado do Cirque du Soleil (Las Vegas, Nevada)
La Nouba (Orlando, Florida)
KÀ (Las Vegas, Nevada)
LOVE (Las Vegas, Nevada)
Wintuk (Teatro de Madison Square Garden, Nova Iorque - a partir de Novembro de 2007)


Outros espectáculos do Cirque du Soleil desde 1984:

Cirque du Soleil
La Magie continue
We Reinvent the Circus
Nouvelle Expérience
Fascination
Um projecto conjunto com o Circo Knie

Teatros residentes

No Walt Disney World® Resort, em Orlando, Florida (La Nouba)
Na Treasure Island, em Las Vegas, Nevada (Mystère)
No Bellagio, em Las Vegas, Nevada (“O”)
No New York New York Hotel & Casino, em Las Vegas, Nevada (ZUMANITY)
No MGM Grand, em Las Vegas, Nevada (KÀ)
No The Mirage Resort, em Las Vegas, Nevada (LOVE)
No Teatro de Madison Square Garden, em Nova Iorque (Wintuk em Novembro de 2007)

Prémios mais importantes

Emmy, Drama Desk, Bambi, Ace, Gémeaux, Gemini, Félix e uma Rosa de Ouro de Montreux.

Áreas de actividade

O desafio do Cirque du Soleil é continuar a crescer a um ritmo estável, ao mesmo tempo que oferece aos seus criadores a liberdade de sonharem o impossível e a capacidade de o concretizarem. O Cirque du Soleil é, em primeiro lugar, um criador de conteúdos criativos para uma ampla variedade de projectos únicos. A actividade principal do Cirque du Soleil continua a ser a produção de espectáculos ao vivo e a apresentação dos mesmos em grandes tendas ou teatros. Desde 1984, cerca de 100 criadores dos quatro cantos do mundo contribuíram com os seus talentos para este fim.

Para além da criação de espectáculos, o Cirque du Soleil tem, ao longo de vários anos, produzido conteúdos originais e inovadores para televisão, DVD e filmes através da sua divisão de multimédia chamada Cirque du Soleil Images. Em cada projecto, o Cirque du Soleil Images deseja capturar a mesma essência dos seus espectáculos. As suas criações têm recebido inúmeros prémios e distinções. Entre eles encontra-se o Midnight Sun, que ganhou o Prémio DVD Excellence em 2006 e o Prémio Gemini em 2005; o Cirque du Soleil Fire Within que ganhou um prémio DVD Excellence em 2005, além do Prémio Primetime Emmy e dois Prémios Gemini em 2003; e o Cirque du Soleil Presents Dralion que recebeu três Prémios Primetime Emmy, em 2001.

A editora Cirque du Soleil Musique é responsável pela criação, produção e venda dos temas musicais associados aos espectáculos actuais e futuros do Cirque du Soleil e pelo desenvolvimento da carreira de novos artistas por todo o mundo.

O Cirque du Soleil também está a diversificar as suas actividades comerciais apostando noutros mercados: merchandising e concessão de licenças. Tal como os seus projectos de multimédia, todas as actividades de merchandising e concessão de licenças devem respeitar os mesmo padrões rigorosos de qualidade e originalidade aplicados aos espectáculos.

A organização deseja, igualmente, estender as suas capacidades criativas a outras áreas de actividade. Com a colaboração dos seus parceiros de negócio, o Cirque du Soleil está a desenvolver projectos inovadores, especialmente no campo da restauração e lazer (restaurantes, bares, spas, etc.). Com uma abordagem única, o Cirque du Soleil estende a sua energia criativa a outros tipos de iniciativas, para criar uma nova forma de entretenimento.

publicado por Cirque du Soleil às 16:50
link do post | comentar | favorito


.links

.pesquisar

 














.posts recentes

. Bilhetes à venda para a E...

. Director artístico do "Qu...

. Quidam

. Spanish Webs

. Skipping Ropes

. Handbalancing

. German Wheel - 2

. German Wheel

. Diabolos

. Banquine

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds